Ceres Art
bagunça

Seu Filho Faz Bagunça ou Faz Arte?

Seu filho pequenino está no meio de uma pintura cheia de emoção e concentração. Tentando ser encorajador, você pergunta: “O que você está fazendo?” – e ele mexe os ombros como se dissesse “Sei lá” – até você mencionar, ele nem tinha pensado nisso.

As crianças são mestres do momento – elas amam a maneira como se sentem quando mancham o papel com a tinta, quando polvilham glitter, e até o som suave do pincel deslizando pela folha: eles fazem Arte, e da mais pura!

Ao contrário dos adultos e das crianças mais velhas, a maioria das crianças pré-escolares não tem consciência do que estão fazendo ou se concentram em criar um produto acabado, o que pode ser difícil para os pais aceitarem.

Mas, permitir que as crianças aproveitem o processo de criação, o ato em si de cada movimento de cores e materiais – pode ajudar a colher grandes recompensas no futuro. “As crianças ficarão melhor a longo prazo se lhes for permitido apenas estar no momento e se expressarem”, diz Lisa Ecklund-Flores, co-fundadora e diretora executiva da Escola Urbana de Música e Arte de Nova York.

Por quê Fazer Atividades Artísticas?

Promover a criatividade não só serve para aumentar as chances de seu filho se tornar o próximo Picasso, mas você também está ajudando-o a se desenvolver mentalmente, socialmente e emocionalmente. Criar arte pode aumentar a capacidade das crianças pequenas de analisar e resolver problemas de inúmeras maneiras, de acordo com Mary Ann F. Kohl, autora de Arte Primária: “É o Processo, não o Produto”.

Enquanto as crianças manipulam um pincel, suas habilidades motoras finas melhoram. Contando peças e cores, eles aprendem o básico da matemática. Quando as crianças experimentam materiais, elas se interessam pela ciência. Mais importante talvez, quando as crianças se sentem bem enquanto estão criando, a arte ajuda a aumentar a autoconfiança. E as crianças que se sentem capazes de experimentar e cometer erros ficam à vontade para inventar novas formas de pensar, que se estendem muito além da sala de artes.

Além disso, em nosso último post, vimos a relação da Arte e a Neuroplasticidade.

6 Maneiras de Inspirar a Criatividade nas Crianças:

Prepare-se para uma bagunça: Crie um espaço de arte onde seu filho possa estar livre para experimentar (e ficar confuso!). Forre a mesa da cozinha com uma toalha ou um jornal. Se o tempo permitir, deixe as crianças pintarem no quintal ou jardim.

Evite dar orientação: No intuito da criação livre, não diga ao seu filho o que fazer ou como fazê-lo. Em vez de dizer “pinte um arco-íris”, incentive dizendo “experimente misturar cores usando diferentes tipos de pincéis e papéis”.

Fale especificamente sobre arte: Ao conversar com seu filho sobre o trabalho artístico dele, tente ser mais preciso em seus comentários. Por exemplo, em vez de dar um elogio genérico, diga: “Vejo que você usou bastante roxo. Por que você escolheu esta cor?”, ou ainda: “Estas formas ovais estão flutuando sobre o papel?”.

Explore o processo do seu filho: Muitas vezes, a melhor maneira de incentivar a conversa sobre a arte de seu filho é simplesmente dizer: “Conte-me sobre o que você fez”, ou pergunte: “Você se divertiu fazendo isso?”

Não desenhe com o seu filho: Quando os pais desenham algo representacional enquanto uma criança mais nova está desenhando, isso pode frustrá-lo. Em um começo, é preferível estar perto dele e deixá-lo saber que você está interessado e apoiando a sua arte.

Deixe como está: Quando a criança termina um trabalho, não sugira adições ou mudanças, é muito importante que ela sinta que sua criação é suficiente – mesmo que seja apenas um ponto na folha.

Saia das Idéias Básicas, Existe Muito a Ser Explorado

Vá além dos marcadores e lápis de cor! Aqui damos dicas bem legais para incentivar as crianças à apreciarem o processo artístico:

Arranjos naturais: Ofereça ao seu filho objetos naturais, como pinhas, pedras, galhinhos, folhas e conchas, e uma tela em branco (pode ser também um papel com uma gramatura mais grossa, que não se desfaça com a umidade da cola ou de uma possível pintura mais molhada). Deixe-o escolher e organizar os materiais em padrões que desejar sobre a superfície.

Bandeja de creme de barbear: Espreie creme de barbear em uma assadeira ou bandeja e adicione algumas gotas de corante alimentar. Deixe seu filho misturar cores e fazer desenhos e formas na espuma.

Gravura de objetos impressos: Pegue objetos do cotidiano como tampas de garrafa, pedaços de madeira, papelão cortado, fatias de frutas e vegetais, rolhas, esponjas, e tampinhas, e deixe as crianças mergulharem-nas em diferentes tons de tintas guache distribuídas em pratinhos. Use os objetos para fazer impressões únicas!

Aquarelado marcado: Em uma cartolina, ofereças às crianças giz de cera branco para fazer desenhos abstratos. Em seguida, Deixe-os pintar toda a superfície com tinta aquarela: os traços de giz de cera não deixarão a folha absorver a tinta, apresentando os traços que se sobressairão entre as cores da aquarela como uma mágica!

São infinitas idéias com materiais que muitas vezes são simples e já temos em casa. Além disso, é legal ter um arsenal artístico preparado para o seu baixinho!

Tenha em casa um kit básico e variado para mantermos as crianças sempre criando:

  • Massa de Modelar (pronta, ou que você pode aprender a fazer em tutoriais da internet)
  • Giz de cera
  • Giz de Lousa
  • Giz Pastel
  • Giz Oleoso
  • Tinta Lavável – Guache
  • Estojo de Aquarela Sólida
  • Pincéis de Pintura – Redondos e Chatos
  • Cotonetes
  • Esponjas
  • Canetinhas Laváveis
  • Lápis de Cor – de preferência os aquareláveis
  • Papel Liso – A4, A3, de gramaturas diferentes, finos e mais grossos
  • Papel Colorido
  • Telas Pequenas 20×20
  • Papelão
  • Cola em Bastão
  • Cola Branca
  • Tesoura
  • Palitos de Sorvete
  • Pompons
  • Penas
  • Retalhos de Tecido – servem para criar ou até mesmo para enxugar pincéis
  • Fita Crepe
  • Fita Crepe Colorida
  • Botões
  • Bolinhas de Algodão
  • Lantejoulas e Glitter
  • Fita, Fio, Corda
  • Miçangas
  • Canudos
  • Caixas de Ovos
  • Tubos de papelão
  • Pratos de Papel
  • Prendedores de roupa
  • Talheres de plástico
  • Revistas, Jornais, Catálogos
  • Amostras de papel de parede ou Presente
  • Avental de Plástico – evitam que a tinta molhe e manche as roupas

Apostamos que surgiram muitas idéias de atividades para vocês fazerem com seus filhos, não é?

Aproveitem as férias e mão na massa!!!

*Nunca se esqueça: é de extrema importância acompanhar e adaptar seu filho aos diferentes materiais durante as atividades de acordo com sua idade, a fim de evitar acidentes! Atenção ao engolimento de objetos pequenos, mão nos olhos com tintas e cola, etc.

 

Adicionar um comentário

Deixe uma resposta